Temperamentos: natureza, classificação e meios de os educar para a perfeição

Como se vê por estas noções, o temperamento é algo inato no indivíduo. É a índole natural, ou seja, algo que a natureza nos impõe. Por isso mesmo, nunca desaparece inteiramente: “gênio e figura, até a sepultura”; mas uma educação oportuna e, sobretudo, a força sobrenatural da graça podem, se não transformá-lo totalmente, ao menos reduzir até o mínimo suas características, e ainda suprimir totalmente suas manifestações exteriores.