Temperamentos: natureza, classificação e meios de os educar para a perfeição

Como se vê por estas noções, o temperamento é algo inato no indivíduo. É a índole natural, ou seja, algo que a natureza nos impõe. Por isso mesmo, nunca desaparece inteiramente: “gênio e figura, até a sepultura”; mas uma educação oportuna e, sobretudo, a força sobrenatural da graça podem, se não transformá-lo totalmente, ao menos reduzir até o mínimo suas características, e ainda suprimir totalmente suas manifestações exteriores.

A redenção pela Cruz

postado em: Catolicismo | 0

Jesus não morreu “no meu lugar” porque eu, mesmo morrendo numa cruz, não poderia me redimir. Se meu sangue fosse derramado na cruz, assim como Cristo o fez, não seria nada além de uma morte comum. A aproximação homem-Deus não seria … Conteúdo

O estrondoso silêncio

postado em: Catolicismo | 0

No dia 27 de março do ano passado, por ocasião da celebração extraordinária de oração pela pandemia do COVID-19, o Papa Francisco concedeu a bênção Urbi et Orbi, à qual esteve ligada a possibilidade de receber a indulgência plenária. Durante … Conteúdo